Quando me perguntam como aprendi espanhol, costumo dizer que cresci escutando a língua e que assim, acabei aprendendo. É a mais pura verdade. Aos oito, nove anos eu gostava muito de novelas mexicanas - já quis ter nacionalidade mexicana e tudo! - e achava que a trilha sonora estava toda em português, quando na verdade, era em espanhol. Quando Rebelde fez aquele sucesso, eu também entrei na onda e acho que foi daí que meu espanhol começou a decolar - sem eu perceber. Eu gostava tanto da novela que inventei de assistir todas as temporadas em espanhol sem legendas. Me cadastrei em uma rede social, só de falantes de espanhol, porque sabia que haviam muitos fãs ali e eu tentava ao máximo me comunicar em espanhol com eles. Passei a escutar muita, mas muita música latina - gostava de ler as letras para saber cantar direitinho - e ainda acompanhava todas as novelas adolescentes latinas que apareciam na tevê acabo.

Hoje, tenho dezoito anos e comecei a escutar espanhol aos oito, nove anos. São quase dez anos de castelhano na minha vida e eu posso afirmar o quanto o aprendizado desta língua - por mais não-proposital que tenha sido -  mudou e fez a diferença na minha vida. Eu não tinha noção de que sabia falar espanhol até, aos dezesseis anos, entrar em uma oficina de conversação e escutar de meu professor o quão bom era meu espanhol. Aprender espanhol sozinho é possível. É por isso que venho compartilhar com vocês algumas fontes que me ajudam no aprendizado da língua atualmente. Não venho sugerir nenhum material didático, mas sim, sites, programas de tevê, filmes, músicas e podcasts que ajudam a me manter a par da língua e não esquecer do meu segundo idioma favorito.
LEITURA
CNN Español - a versão em espanhol do jornal americano CNN. Gosto muito do formato de notícia deles, algumas são em vídeo enquanto outras são redigidas. Ao acessar, procuro sempre escolher a notícia que mais me chama a atenção para ler. As notícias não são muito longas e eu recomendo bastante.
The New York Times - outra versão em espanhol. Desta vez, do famosíssimo NYT. Para ser sincera, a maioria das notícias publicadas no Times também têm no CNN - para notícias, recomendo mais este último. O que me faz acessar esse site são as crônicas! Volta e meia são publicadas crônicas inteiramente em espanhol e eu gosto muito de lê-las. Minha favorita é essa aqui: Conversando, nos volvimos a enamorar.
PROGRAMAS DE TV
El Chavo del Ocho - isso mesmo, Chaves! Se vocês soubessem o quanto de espanhol dá para se aprender com Chaves, dariam mais valor a essa série atemporal. Fui perceber isso quando, no curso de conversação, assistimos um episódio e desde então, gosto de assistir um episódio uma vez ou outra. Os episódios de Chaves são curtinhos e cheios de gírias mexicanas - minha variante favorita do espanhol. Dica: o personagem Quico fala muito rápido, não se preocupe se não conseguir entender de primeira. Com o tempo, você pega o ritmo.
Aliados - essa é uma série argentina já finalizada com duas temporadas. Assistir Aliados me ajudou muito a me acostumar com o espanhol argentino, conhecido por ser muito rápido e que eu tinha uma certa resistência. Mas serei bem puxa saca, tá? Eu acho a história da série simplesmente sensacional e recomendo a todos.
Outra dica: se você curte novelas, o Netflix adicionou várias novelas latinas ao seu catálogo e é possível assisti-las inteiramente em espanhol.
MÚSICA 
Tan Bionica - melhor banda pop argentina e latina, na minha opinião. Adoro suas músicas, são sempre super animadas. Quero muito ir a um show deles algum dia, já vi vídeos na internet e parece ser muito bom! Música que recomendo: Ciudad Mágica.
Cali Y El Dandee - uma dupla colombiana que só lança sucesso. Suas músicas são sempre bem latinas e para mim, esse tipo de música é sempre bem vindo. Minha favorita é mais romântica, mas fica a recomendação mesmo assim: Yo Te Esperaré.
Reik - para mim, espanhol é a língua mais romântica do mundo e ao escutar Reik, é difícil descordar. As letras de suas músicas são lindas, lindas, lindas. Não tem como não amar. Esses mexicanos arrasam. Recomendo: Ahora sin ti.
Lali - uma das minhas cantoras latinas favoritas. Eu tenho o primeiro CD dela e estou querendo muito comprar o segundo! Recomendo: A Bailar (só porque é a de maior sucesso).
Outras recomendações: Dulce Maria, Anahí, Jota Esse, Jesse y Joy, Sin Bandera.
FILMES
La Dictadura Perfecta - um filme mexicano inteligente, satírico e sensacional. A variante mexicano do espanhol, como disse anteriormente, é a minha preferida e também é uma das mais fáceis de compreender. Esse filme tem uns termos mais difíceis, mas nada que atrapalhe. Tem no Netflix e fiz resenha dele aqui no blog há algum tempo, recomendo para todo mundo. TODO MUNDO!
A tres metros sobre el cielo - provavelmente um dos filmes espanhóis mais famosos. É a típica história do bad boy que se apaixona pela garota certinha, mas o filme tem aquele quê a mais. Tem resenha dele aqui!
PODCASTS
Hablemos espanõl - um podcast maravilhoso apresentado por mexicanos. Costumo dar prioridade aos podcasts em inglês, mas sempre que tem episódio novo, escuto esse. Os apresentadores trazem situações comuns no México, ensinam "mexicanismos", etc.

É claro que se você tiver a oportunidade de fazer um curso espanhol, também é muitíssimo válido. Nesse post, eu quis mostrar um pouco da minha experiência com a língua e mostrar que sim, é possível aprender um idioma sozinho(a). Eu não sou a única, existem muitos auto-didatas pela internet que também compartilham suas experiências - e eu adoro lê-las. Para aprender um idioma sozinho é necessário ter mais do que interesse, é preciso gostar do que se está fazendo,  não se desesperar por não ter um professor do seu lado e botar a cara a tapa. Já paguei muito mico na internet ao tentar escrever em espanhol. Quando fui a Florianópolis no verão e estava cheio de argentinos, fiquei bem chateada por não ter conseguido entender palavra por palavra do que diziam. O que eu fiz então? Tratei de procurar qualquer coisa argentina para escutar. Apesar desses pontos negativos, uma das coisas mais legais durante meu aprendizado foi ter descoberto as coisas sozinhas.

Espanhol é um idioma lindo. Romântico e muito rico. Estarei em constante aprendizado, afinal, estudar línguas é isso mesmo. Espero poder realizar meu sonho de conhecer vários países latino americanos - Argentina, Chile, Uruguai, Peru, México, etc - e poder escutar espanhol vinte e quatro horas por dia! E aprender, cada vez, mais sobre essa América hispânica pela qual me encantei. Vamos aprender espanhol, chicos! 

4 Comentários

  1. Oii!!

    Bah, preciso aprender espanhol, mas ainda tenho que terminar meu curso de inglês. Sério, acho que quanto tu gosta de algo, aprende rápido e sozinho, sem problemas. Foi assim comigo no inglês. Hoje consigo ler e escrever em inglês, sem problemas.

    http://doublehappiness2you.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Juliete!
      Comece escutando algumas músicas em espanhol, daí quando você entrar no curso, já estará mais familiarizada com a língua :D

      Excluir
  2. Oii Rebecca

    Eu tb aprendi espanhol, meio que "na raça". Sempre morei no RS, na fronteira com a Argentina, então o idioma sempre foi + ou - familiar pra mim. Quando casei com um argentino, e nos mudamos para Beunos Aires, ai não teve jeito, tive que me virar. No começo foi duro, eu pagava mico, falava coisas erradas, as gírias de cada povo são bem difíceis pq isso não se aprende em livros, só vivenciando mesmo, então as vezes as pessoas falavam algo em gíria local eu ficava sem entender. Hoje, depois de muitos anos vivendo na Argentina, acho que já tenho um espanhol "apresentável"...haha, e considero a minha segunda lingua materna com certeza.
    Pra quem não tem a oportunidade de aprender esse espanhol do dia a dia, das ruas como aconteceu comigo (embora traumático foi bastante efetivo), uma dica valiosa é sempre acompanhar filmes, novelas ou séries em espanhol.

    Beijos

    unbloglitteraire.blogspot.com.ar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Alice!
      A-D-O-R-E-I seu relato! Infelizmente, gíria é realmente algo difícil de se pegar e que os professores de línguas geralmente não gostam de ensinar aos seus alunos. Argentinos nem se falam, são cheios de gírias!

      Excluir