Título: A probabilidade estatística do amor à primeira vista
Autor(a): Jennifer E. Smith
Número de páginas: 223
Editora: Galera Record
Nota do Como Devorar Livros: 4/5 

Quatro minutos fizeram totalmente a diferença na vida de Hadley, uma adolescente comum de dezessete anos. Por causa disso, ela perde o voo para Londres, que a levaria para assistir o casamento de seu pai, que não vê há mais de uma ano, com uma completa estranha. Em meio a frustração e sua claustrofobia, Hadley conhece Oliver, um britânico atraente que senta ao seu lado no avião, com quem conversa durante as sete horas seguintes ao mesmo tempo em que cruzam o Atlântico. Qual a probabilidade estatística do amor à primeira vista? 



Quando descobri A probabilidade estatística do amor à primeira vista antes mesmo de ser lançado aqui no Brasil, havia lido poucas resenhas e imaginava que se tratava de um livro ao estilo Anna e o Beijo Francês. Ou seja, um romance leve e água com açúcar. E de fato, assim foi. Se estiver procurando por um livro simples, rápido de ler e com uma pitada de drama, A probabilidade estatística do amor à primeira vista é certamente uma boa aposta. 

Hadley está a caminho de Londres e para qualquer outra garota, isso seria um máximo. No entanto, ela está indo assistir, sem vontade alguma, o segundo casamento de seu pai com uma britânica que nem ao menos conhece. Por culpa de quatro longos minutos, ela acaba perdendo o voo e precisa esperar pelo próximo. É assim que o livro começa, em meios as diversas reclamações de Hadley. Seja por sua claustrofobia, a típica confusão de aeroporto ou a raiva por ter de comparecer a um casamento que não deseja assistir. Em meio a tudo isso, ela conhece Oliver, o típico personagem "arranca corações". 

Para um livro que estava tão ansiosa para ler, acredito que criei expectativas demais. Quem sabe, se eu tivesse lido com mais neutralidade, não teria terminado um pouco decepcionada. Para minha surpresa, a autora não focou somente no casal principal, como também em suas relações com outros personagens. Apesar de ser uma história bem leve, a autora não soube prender muito bem seu leitor. Como disse em minhas resenhas anteriores, levo isso muito em conta quando estou lendo um livro. Os capítulos terminavam sem muito impacto ou mistério, completamente indiferentes.

A melhor parte do livro é o início, com maior foco nas reclamações de Hadley e de seus momentos com Oliver. Vi muita gente reclamando do temperamento de Hadley, mas eu gostei dos personagens.

Apesar dos pesares, o livro é bom. Uma leitura agradável e como disse várias vezes, bem leve, ótimo para ler durante esses dias de frio e chuva, que com certeza fará com que você se sinta em Londres. 

7 Comentários

  1. Adorei sua resenha, bem explicativa...Já esta na minha lista de leitura deste ano rs
    http://cantinholiteral.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Ahh to louca para ler esse livro, a história parece ser ótima :) Enfim, vim avisar que marquei o teu blog em um selinho.
    http://depoisdo-parasempre.blogspot.com.br/2013/07/selinho-versatile-blogger-award.html
    Beijos, Miles

    ResponderExcluir
  3. Vou ler com certeza! Adoro leituras leves.
    Gostei da sua resenha,
    Beijos,
    http://refugiodarealidade.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Olá, estou aqui para avisar que indiquei seu blog para um selinho http://winterlittlelover.blogspot.com.br/2013/08/1-selinhos.html#more

    ResponderExcluir
  5. Bem, esse não é o tipo de livro que eu leria. Apesar disso, alguns livros de romance já me surpreenderam. Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu gosto muito desses romances levinhos, eles são agradáveis de ler!

      Excluir
  6. Vou deixar este livro separado para quando estiver meio em ressaca literária e estiver procurando uma leitura mais descompromissada. Gostei muito da resenha.

    Estou seguindo seu blog para acompanhar as atualizações e sempre que puder fazer uma visita.
    Abraços

    http://reaprendendoaartedaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir