Falar de Hilary Duff é voltar no tempo, aos meus oito anos, época em que eu assistia diariamente o Top 10 da MTV e torcia para que alguma música da cantora americana ficasse em primeiro lugar. Isto é, sem falar de seus filmes que até hoje marcam uma ótima - e inesquecível - geração da Disney. Há alguns anos, a cantora sumiu tanto do cenário musical quanto cinematográfico e eis que no final de 2014, quase que do nada, Hilary surge com um novo single, surpreendendo a muitos que acreditavam que a mesma tivesse abandonado a música. Mas convenhamos, o single não supria as expectativas daqueles que esperaram por oito anos pela retorno de Hilary. Recentemente, foi lançado seu mais novo álbum, Breathe In. Breathe Out., completamente diferente de qualquer outro da cantora e para - graças aos céus! - atingir as expectativas. 

Preciso admitir: eu não estava dando muito pelo CD. Achava que seria aquele CD bacaninha que escutamos uma vez ou outra, mas que nem fazemos questão de aprender a letra. E então me surpreendo! Hilary Duff voltou com tudo e para ser mais especifica, com uma pegada muito pop. Como sempre acontece quando gosto muito de algum álbum, Breathe In. Breathe Out. ficará por um bom tempo no modo repetição da minha playlist. 


Nem todas as músicas do álbum são incríveis, no entanto, isso não contraria a alta produção do disco, tampouco encobre as canções que mais se destacam - algumas, com letras pra lá de swiftianas (não que isso seja uma crítica negativa). Minhas preferidas são: My Kind, One in a million, Lies, Breathe In. Breathe Out. e Tatto. Vale a pena dar uma olhada nessas! 

Hilary Duff não é uma cantora que podemos contar com notas altas e músicas, de fato, fortes vocalmente falando, uma vez que a cantora é dona de uma voz agradável e doce - sem fugir, em momento algum, disso. Para ser bem sincera, gosto da serenidade de Duff e acho que isso em muito combina com o estilo musical que a cantora vem trilhando. 

Breathe In. Breathe Out. é um álbum que marca uma nova fase em sua carreira, mais individualista e libertador se comparado com os anteriores, e que vale - muito! - a "escutada" se você é fã de pop bem americanizado e/ou se quiser matar as saudades da eterna Lizzie McGuire.

Sabemos disso, Hilary!

Um Comentário

  1. Olha tenho que confessar que sempre gostei daquele filme que ela fez...Lizzie Mcguire e também gosto de algumas das suas músicas daquela época sabe? Depois ela deu uma sumida. Nunca mais ouvi nada dela. Eu ainda não conheço esse novo album dela, mas uma hora ai traga aqui a playlist do CD, porque vai ser legal saber das músicas que estarão no seu CD. E olha que eu nem tenho de ficar entrando para escutar música hahahahaa
    Mas enfim...Adorei o visu dela. Ela é linda né? =]

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/06/resenha-primeiro-e-unico.html

    ResponderExcluir