REIGN, minha nova série xodó

Quando terminei Gossip Girl e fiquei louca em busca de alguma outra série que conseguisse me entreter, me lembrei que Reign estava na minha lista de coisas para assistir desde seu lançamento em 2013. O porquê de eu ter levado tanto tempo para começar a assistir, nem eu mesma sei explicar, mas acredito que estou assistindo no momento certo - e é isso o que importa. Não demorou muito para brotar aquele sentimento de "meu Deus, essa série é incrível, preciso falar sobre ela".
Reign vai contar a história da ascensão de Mary, rainha da Escócia, ao poder quando chega à França aos 15 anos de idade, prometida ao príncipe Francis, e com suas melhores amigas como damas de companhia. Os detalhes da história secreta da sobrevivência na corte francesa, em meio a forças ameaçadoras e muitas intrigas.
Eu poderia passar horas escrevendo sobre tudo o que eu amei nessa série, cada detalhe, cena, figurino, episódio, mas se o fizesse, esse post se tornaria em um pergaminho e não é essa a minha intenção. Porém, já adianto desde já que, para mim, é muito difícil ser imparcial e apontar os defeitos da série. Estou aqui para te contar, tentando ser o mais breve possível, o porquê de eu ter ficado tão fascinada por uma série que nem é tão conhecida aqui no Brasil.

Vamos começar pela História. Sim, com H maiúsculo. Reign é baseado em fatos reais, tornando-a uma série histórica, apesar dos inúmeros erros históricos que cometeu para agradar ao público. Se você é apaixonada por História, principalmente por monarquias europeias, isso já deveria ser motivo suficiente para você começar a assistir a série assim que terminar de ler esse post. Quando comecei a assistir, eu estava bem no início das minhas aulas de Ciência Política na faculdade. O mais incrível é que tudo o que eu aprendi em sala batia com o período histórico representado em Reign e inúmeras vezes consegui reconhecer meus objetos de estudo em seus episódios.

Como disse anteriormente, muitos gafes históricos foram cometidos para prolongar a série e cair no gosto do público. Isso não me incomodou em momento algum. Muito pelo contrário, me fez pesquisar e ficar lendo sobre a vida de Mary Stuart, o rei Francis, história da Escócia, etc. Apesar dos pesares, eu acho que inúmeros momentos da história foram muito bem representandos, coisas que só lemos em livros ganharam vida de forma espetacular, como a Peste Negra, a fome no período pós-peste, a Inquisição, as ascensão do protestantismo e suas rivalidades com o catolicismo, etc.


Os personagens são incríveis e o crescimento de cada um dentro da série é notável. Não falo somente dos principais, cujo desenvolvimento se faz sempre necessário, mas também daqueles que mal dão as caras. Falando dos principais, embora tomem atitudes, por vezes, descabidas, é muito difícil não gostar deles. É impossível não admirar a grandeza e força de Mary, impossível não apreciar Francis enquanto o mesmo tenta ser o melhor rei para o seu país. Mais do que isso, é impossível não torcer pelos dois - um casal pelo qual eu não torcia inicialmente, nem sentia química, mas depois eu já estava "meu pai do céu, alguém une esses dois".

A caracterização, o figurino e o cenário não ficam para trás. E quanto mais assistia, mais me dava conta do quanto gosto desse período histórico e de quanto gostaria de ser uma mosquinha naquela época - só por cinco minutinhos já está valendo - para ver se tudo era como é reproduzido hoje pela indústria cultural. Os figurinos são lindos e marcantes, o cenário também. Nada ficou para trás. Tudo ficou muito bem representado.

Agora, vamos falar de uma das coisas que eu mais gosto: trilha-sonora. A música é capaz de mudar uma cena, passar um sentimento diferente. Reign mescla músicas atuais com as de época - mais puxadas para o medieval. Gostei bastante dessa mistura. Tem cenas ali que dificilmente ficariam tão belas se fossem com músicas medievais, enquanto em outras, nenhuma música pop estaria aos pés de uma medieval. A cena abaixo se tornou uma das minhas favoritas do mundo - e eu cheguei a conclusão que 99% das minhas cenas favoritas de filmes/séries são cenas de dança.
 
Eu só poderia terminar dizendo que estou apaixonada por essa série, por essa história e por esses personagens. Tudo se encaixou tão perfeitamente, fiquei muito encantada e se tornou uma das minhas séries favoritas - desculpe, Gossip Girl, agora você vai precisa aprender a dividir. Já sei que vou ficar revendo, revendo e revendo. A quarta e última temporada estreará em Fevereiro de 2017 e, por se tratar de uma série histórica, todos nós já sabemos o final. No entanto, estou bastante ansiosa! Oh céus, estou muito apaixonada por essa série!

Share:

2 pessoas devoraram

  1. Quero muitoooo começar a ver essa série e agora depois dessa resenha fiquei mais louca ainda. Quero começar logo!!!
    Amei o blog, já to seguindo <3333

    xox
    Próxima Primavera

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Opa, já prevejo mais uma viciada em Reign XD

      Excluir