Resenha: Corte de espinhos e rosas - Sarah J. Maas

Não conhecia nada do trabalho de Sarah J. Maas até ter Corte de espinhos e rosas nas mãos. O que me tentou a ler o último lançamento da autora não foram os inúmeros comentários positivos com os quais já me deparei, mas a temática que prometia um pouco de A Bela e a Fera - um dos meus contos de fadas favoritos - e Guerra dos Tronos - que está longe de ser minha série de livros favorita, mas não retiro o mérito, e claro. A mistura de dois elementos incríveis da literatura só poderia resultar em algo excelente. Pelo visto, quando o assunto é excelência, Maas entende bem. 
Depois de anos sendo escravizados pelas fadas, os humanos conseguiram se libertar e coexistem com os seres místicos. Cerca de cinco séculos após a guerra que definiu o futuro das espécies, Feyre, filha de uma casal de mercadores, é forçada a se tornar uma caçadora para ajudar a família. Após matar uma fada zoomórfica transformada em lobo, uma criatura bestial surge exigindo uma reparação. Arrastada para uma terra mágica e traiçoeira - que ela só conhecia através de lendas -, a jovem descobre que seu captor não é um animal, mas Tamlin, senhor da Corte Feérica da Primavera. À medida que ela descobre mais sobre este mundo onde a magia impera, seus sentimentos por Tamlin passam da mais pura hostilidade até uma paixão avassaladora. Enquanto isso, uma sinistra e antiga sombra avança sobre o mundo das fadas e Feyre deve provar seu amor para detê-la... ou Tamlin e seu povo estarão condenados. 
Em Corte de espinhos e rosas, o leitor é apresentado a um mundo inteiramente novo e único. Além de mágico, é claro. Tudo no mundo criado por Sarah J. Maas é mágico e fiquei estupefata com a facilidade e leveza em que este universo é apresentado. Por ser tão inovador, é possível se sentir um pouco perdido aqui e ali, no entanto, não é nada que afete a história. O leitor irá querer um armário como o de Nárnia para dar umas voltas nesse mundo mágico! 

Feyre é uma personagem incrível. Corajosa, decidida (dependendo do momento, é claro) e forte, muito diferente do resto de sua família. Tamlin pode ser um personagem que cause raiva no início, principalmente por conta de sua personalidade um tanto quanto misteriosa, mas assim como a história vai ganhando forma, Tamlin vai desenvolvendo a um ponto em que é muito difícil não simpatizar com o senhor da Corte Feérica da Primavera. 
Era Tamlin, mas não era. Na verdade, era o Tamlin com quem eu tinha sonhado. Sua pele reluzia com um brilho dourado, e, ao redor de sua cabeça, um círculo de sol resplandecia. E os olhos de Tamlin... Não eram apenas verdes e dourados, mas de todos os tons e variações imagináveis, como se cada folha da floresta tivesse escorrido e formado um único tom. 
Com uma narrativa extremamente envolvente, um universo atraente e reviravoltas - sim!, aquelas em que você nem ao menos esperava -, o único momento em que a história deixa a desejar é em seu início. No entanto, é compreensível. Afinal, trata-se do início de tudo e explicações, que se fazem necessárias. Corte de espinhos e rosas é um livro difícil de largar uma vez que se engata na leitura. 

A editora, Galera Record, deu um show na diagramação. Dá prazer de ler! A capa é linda - não dá para não gostar dessas cores! - e por dentro, o livro não perde a beleza. 

Mas não termina por aí! Tem muita coisa para acontecer ainda! Esse é somente o primeiro volume (não sei quantos livros serão no total) e pelo andar da carruagem, Maas pretende surpreender ainda mais o leitor e eu só consigo ficar mais curiosa pelo que está por vir. 

Título: Corte de espinhos e rosas
Autor(a): Sarah J. Maas
Número de páginas: 434
Editora: Galera Record
Nota do Como Devorar Livros: 4/5

Share:

6 pessoas devoraram

  1. Hey, me apaixonei pela capa do livro e quando vi que tinha a ver com A Bela e Fera fiquei mais curiosa ainda, no geral, achei a história bem interessante, adoro fantasia (ainda não li GOT, mas assisti boa parte da série), porém, mesmo com tua ótima resenha, não tenho certeza se gostaria da leitura :S ... espero ler e tirar as próprias conclusões em breve. :*
    www.monicadk.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, só lendo para tirar suas próprias conclusões! Mas espero que você goste! ;-)

      Excluir
  2. Olá!
    Realmente a capa do livro é maravilhosa!!
    Gostei bastante da premissa de unir A Bela e a Fera e GoT e mesmo não sendo muito fã de livros de fantasia acho que vou dar uma chance para este.

    Beijos
    http://numrelicario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Esse ano eu li Trono de Vidro e Coroa da Meia-Noite da Sarah e, só com esses dois livros, ela já se tornou uma das minhas autoras favoritas. Como essa mulher pode escrever tão bem?! Sério. Quero aprender esse feitiço dela pra criar histórias tão criativas, com personagens tão marcantes e universos tão bem construídos. Já estou com meu exemplar de Corte de Espinhos e Rosas me esperando para ler, mas vou primeiro deixar passar essa época de final de ano, cheia de festas e confraternizações, para poder pegar ele com calma e ler em uma lapada só, que nem a minha amiga que leu em um dia só!

    Adorei a resenha!
    Beijos,
    Ana.
    nasuaestanteblog.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quero muito ler Trono de Vidro, todo mundo fala super bem desse livro! A autora é realmente super criativa. Espero que você goste e consiga devorar Corte de Espinhos e Rosas, vale super a pena - e a devorada! :D

      Excluir