Com Pipoca: Divergente


















Não, não é uma maratona de Divergente. Mas sabe aquela sensação de sair do cinema e sentir que a produtora do filme cumpriu seu dever com louvor? Foi assim que me senti após assistir a versão cinematográfica de Divergente (leia a resenha do livro aqui). Isto é, após dar vários pulinhos na poltrona, me perguntar quando sairá o segundo filme e gritar com muita euforia junto aos outros fãs que estavam na sessão. 

O filme é completamente fiel ao livro. Pouquíssimas partes foram diferentes ou cortadas e estas, não fazem diferença ou mudam o rumo da história. Para quem leu o livro, isto é maravilhoso. Será bem difícil me manter imparcial, pois o filme conseguiu superar todas - repito, todas - as minhas expectativas e só me deixou com mais vontade de ler logo o segundo livro. 

Comecemos por um ponto que me chamou muita a atenção: a trilha sonora. O que seria de um filme sem sua trilha sonora? Tudo bem que muitos filmes tem trilhas erradas, mas a de Divergente é perfeita. As músicas se encaixavam completamente com os momentos, as emoções do personagem e passavam justamente este sentimento ao telespectador. E, para ser sincera, eu adoro essa sensação, de que todos os sentimentos estão sendo passados para mim. 

Inicialmente, eu não colocava muita fé na atriz Shailene Woodley para o papel de Beatrice Pior. Não vi nenhum outro trabalho dela, mas a imagem da atriz não me lembrava nenhum pouco a personagem, que sempre imaginei com uma aparência forte e decidida. No entanto, conforme as cenas foram passando, Shailene conseguiu me convencer. Mas não posso dizer que o papel foi feito para ela, acredito que outras atrizes teriam feito um trabalho similar ou até melhor. Quanto ao resto do elenco, achei ótimo. Gostaria de ressaltar os comentários da atriz Kate Winslet ao dizer que sua personagem era uma espécie de  "Hitler feminina". Quando li, não concordei, mas ela realmente interpretou como uma verdadeira ditadora. Acho que fico um máximo! 

Teve momentos em que achei que os acontecimentos estavam indo rápido demais, logo no início, mas não estavam. Na verdade, eles são muito bem retratados e aprofundados no livro, tornando-os mais lentos e "gastando" mais páginas. 

Eu gostei muito do filme, muito mesmo (quando sai em DVD?!) e vou sair recomendando por aí (boa bilheteria = garantia de próximos filmes)! Superou todas as minhas expectativas, mostrando todo o seu potencial de ser mais uma franquia de sucesso nos cinemas. 

Bem, a única coisa que posso dizer agora é que mal posso esperar pelo próximo. 

Share:

2 pessoas devoraram

  1. Oi Rebecca, tudo bem?
    Obrigado pelo convite para conhecer seu blog. Muito legal o seu cantinho.
    Eu não li esta série, pois o gênero distopia não é o meu forte, mas estou muito a fim de assistir ao filme.
    Quem foi assistir está gostando muito, tal qual você e isto já me deixou animada.
    Bjus
    Lia Christo
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
  2. Sabe que não tava confiante que o filme ia ser bom, mas várias pessoas estão falando muito bem!

    Não vou no cinema, mas quando der a oportunidade vou conferir com certeza!

    http://meuoutroladoescritora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir