Com Pipoca: O Mundo dos Pequeninos



Está bem, eu estou sem palavras. Sem palavras para começar a resenha de um filme que simplesmente amei. É sempre assim, não? É difícil falar do que gostamos em um ponto de vista parcial. "O mundo dos pequeninos" é mais um filme do maravilhoso Studio Ghibli, que também produziu os clássicos "A viagem de Chihiro", "O Castelo Animado" e "Meu vizinho Totoro". Sou muitíssimo suspeita para falar, pois sou fã dos trabalhos deste estúdio. Para os que não sabem, o Studio Ghibli é considerado a versão japonesa dos estúdios Disney, embora eu deteste esta comparação. A diferença na produção de ambos os estúdios é mais do que perceptível. 

O mundo dos pequeninos, como o próprio nome já revela, conta a história de Arrietty e sua família, eles são pessoas pequeninas e vivem debaixo do assoalho de uma casa. O mundo deles é secreto e para sobreviver, roubam coisas de que os humanos não sentem falta. Sho está doente e decide passar uma temporada na casa de sua vó para sossegar antes de sua cirurgia no coração. Lá, ele avista em meio ao quintal, uma menina pequenina. Uma estranha e acolhedora amizade surge entre pessoas de mundos opostos.



A beleza na arte e nos traços é mais do que notável, é encantadora. A trilha sonora - que estou escutando até agora - é maravilhosa, dando um quê a mais na história, que apesar de conter uma temática bem simples, carrega mensagens. É difícil encontrar animações que nos deixem perplexos nos dias de hoje, mas posso afirmar com convicção que O Mundo dos Pequeninos é uma dessas poucas animações.

Por incrível que pareça, para um filme do Studio Ghibli, a duração é de uma hora e meia. Os filmes deste estúdio geralmente tem mais de duas horas, deixando muitas crianças ocidentais entediadas devido ao seu ritmo. Pode ser que isso incomode a alguns, mas já estou acostumada com o andar das coisas ao estilo Ghibli. Nada acontecerá em um estalar de dedos. Primeiro a história se desenvolve e quando você se vê submerso na vida dos personagens, é que as coisas acontecem.

Já disse isso e repetirei novamente: trata-se de uma temática bem simples, quem sabe até não seja muito original, mas carrega algo especial e característico dos filmes deste estúdio. A mensagem, para mim, é relativa. Pode ser que eu entenda uma coisa e você, outra.

Recomendo este filme a todos os fãs de animações. Se você gostou de "A viagem de Chihiro", com certeza irá se apaixonar por "O Mundo dos Pequeninos", que apesar de conter pequeno no nome, é grandioso. Como pode ver, não consigo conter meus elogios.

Não tem nada para fazer? Assista, dê uma chance. Entre na história, entre nesse mundo. É pequenino, mas tem lugar para mais um. 

Share:

1 pessoas devoraram

  1. Oi Rebecca, te indiquei em um desafio literário no meu blog!!! http://lendo-e-escrevend0.blogspot.com.br/2013/12/desafio-literario-5-livros-ate-o-dia-5.html

    Adoraria que você participasse, é só ler e fazer um post parecido com o meu no seu blog!! Beijos

    ResponderExcluir